Just a Gigalo

“Porque eu não tenho ninguém, ninguém liga pra mim
Ninguém, ninguém liga pra mim
Sou tão triste e solitário, triste e solitário”


A figura do gigolô é a de um cara bonzão, poderoso dentro do meio em que vive. Já nos versos de “Just a Gigalo” conhecemos o lado romântico e sonhador desse bonachão.
A mistura agridoce formada pelo conteúdo da letra e melodia conquistou muitas gerações e foi regravada diversas vezes.
O sentido original remetia à Áustria pós Primeira Guerra, em uma visão poética de um antigo militar caminhando e dançando como uma dançarina solitária. O título “”Schöner Gigolo, armer Gigolo”, escrito em 1928 por Leonello Casucci e Julius Brammer, foi adaptado por Irving Caesar em 1929, que conservou apenas o caráter sentimental da letra e excluiu o conteúdo histórico.
A canção já foi regravada por grandes nomes como Louis Armstrong e Marlene Dietrich, na sua última aparição no cinema. Além de ser trilha em diversos filmes, musicais e programas de TV, como as séries Mad Men e Star Trek, também figurou no desenho animado da charmosa Betty Boop.

David Lee Roth, ex-vocalista do Van Halen, também fez a sua versão da música em um clipe pra lá de divertido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s