Uma mulher maravilhosa: Nora Rónai

“Nunca entendi essa obsessão por sorrisos em fotografias. Deve ser um conluio com os dentistas.” Foto extraída do blog de Júlia Rónai.

Com o cabelo de algodão, óculos emoldurando os olhos azuis e xale nos ombros, Nora é a figura clássica de vó. Só falta segurar um tricô. Não se engane pelo doce sorriso, ela vai injetar vitalidade em você apenas com as palavras. Não exagero quando digo que e um gênio da lâmpada aparecesse e me concedesse três pedidos, um deles seria de ter uma tarde de conversa com ela. Nora tem muito a contar e ensinar. No alto dos seus 90 anos, nos oferece detalhes precisos de uma vida de quem soube aproveitar cada minuto, mesmo que esses minutos não tenham sido sempre alegres.

Quando a vi no Programa Encontro, da Fátima Bernardes, que passou há cerca de uma semana, me apaixonei de cara. Nesse vídeo, tem um pedaço do programa em que ela fala sobre a natação com muita paixão.  Tem como não ser paixão à primeira vista quando alguém fala do que ama com tanto fervor? Levantei da cadeira e fui pesquisar mais sobre ela porque é incrível demais para não a terem entrevistado antes. Encontrei várias entrevistas que vocês podem conferir no final do post.

Imagem: Globo.com

Imagem: Globo.com

Pois é, eu pensei que ela nadava lá na juventude, mas não. Ela é nadadora medley, ou seja, nada quatro estilos diferentes. Pasmem: começou a competir com 69 anos. E não compete de brincadeira, ela é recordista mundial. Nora foi saltadora antes disso. Começou em uma época em que mulheres tinham restrições até para cair na água.

Depois da aposentadoria temos que buscar algum tipo de lazer, algumas pessoas começam a jogar cartas, a fazer tricô ou crochê, mas eu não sei fazer nada disso, eu só sei nadar, a natação é a minha grande diversão, através dela eu faço amigos e conheço novos lugares. A natação tem o poder de me fazer feliz, quando estou triste basta entrar em uma piscina para que a alegria volte. – Em entrevista para o Uol.

Algumas fotos de Nora na juventude.

Algumas fotos de Nora na juventude.

A cada detalhe que descubro sobre sua peculiar vida, fico mais encantada. Nora me dá esperanças de uma boa velhice.  Vejam só: ela mora sozinha há 22 anos, desde que perdeu seu companheiro de vida, o intelectual e escritor Paulo Rónai, com quem teve duas filhas, a jornalista Cora e a flautista Laura. Inclusive, ela começou a competir um ano após a morte do marido como uma forma de superar o luto.

Com a nossa diferença de idade, calculei que ele não estaria mais aqui na minha velhice, quando eu mais precisaria dele. Mas aceitei mesmo assim. Achei que valeria a pena viver um bocado de anos ao lado dele. E valeu. Só que sinto muita falta… é como uma dívida: quando você calcula que terá que pagar um valor um tempo depois, você aceita. Mas quando a conta chega, dói demais. – Em entrevista para O Globo.

Nora e o marido Paulo.

Nora e o marido Paulo.

Também li que ela veio da região de Fiume, na Itália, hoje, Croácia. Mas esse não foi seu lar por muito tempo. Quando moça, precisou sair da terra natal e adotar o Brasil como refúgio. O regime nazista restringia cada vez mais os direitos dos judeus como ela. Até mesmo o ensino passou a ser privilégio dos arianos. Nora não se curvou à isso, como conta em entrevista para O Globo:

Educação é poder. E eu estudava por picardia, mesmo. Justamente por terem me proibido – explica. – Dá para entender, por essa mentalidade, por que as grandes oligarquias brasileiras continuam a não ter interesse em melhorar o ensino por aqui. Como é uma democracia, são obrigados a dar escolas, mas que não sejam muito boas. Um povo sem educação é mais fácil de ser manipulado.

Seu irmão e seu pai chegaram a ir para um campo de concentração na época, mas foram salvos, e a viagem para o Rio de Janeiro se tornou a melhor saída contra os horrores cometidos contra os judeus. “Acredito que a experiência de uma guerra valha por anos. Hoje tenho 90, mas me considero com 180”, disse na mesma entrevista para O Globo.

Nora e o irmão Giorgio.

Nora e o irmão Giorgio.

14.09.02_NoraRonai

Essas memórias estão registradas nas mais de duzentas páginas do livro Memórias de um Lugar Chamado Onde. Coloquei pra já na minha wishlist. Aqui tem uma resenha bem bonita sobre ele. Lembrando que não foi o primeiro livro lançado pela Nora autora-nadadora-professora. Ela se aventurou no mundo da literatura infantil e dividiu as historinhas que contou para as filhas, netas e bisnetas no livro “O roubo da varinha de condão e outras histórias”. Aqui tem um post da filha Cora falando um pouquinho sobre o lançamento em 2013.


Separei algumas entrevistas e programas interessantes com ela. Vale a pena cada minuto.

Jô Soares conversa com a nadadora Nora Rónai: Ela tem 90 anos e é campeã mundial na categoria máster de natação. Acaba de lançar o livro “Memórias de um lugar chamado onde”, que conta a sobrevivência de uma fugitiva da guerra que se redescobriu e encontrou a felicidade aqui, em nossa terra.

Confira a entrevista com a arquiteta, escritora e nadadora Nora Rónai! Um belo exemplo de vida, alegria e superação!

 

O Sem Censura desta terça-feira, dia 20, recebe o médico especialista em envelhecimento Alexandre Kalache, que vai explicar como envelhecer sem perder a qualidade de vida.  A psicóloga Martha de Sant’Anna lança o livro “Fortalecimento da Memória”. O ator Cláudio Tovar  fala sobre o espetáculo “Palhaços”. A arquiteta e escritora Nora Rónai fala sobre o livro “O Roubo da Varinha de Condão e Outras Histórias”. Música é o assunto do cantor e compositor Sílvio César, que comemorando 50 anos de carreira, lança o CD “Agosto”.

Anúncios

Uma resposta para “Uma mulher maravilhosa: Nora Rónai

  1. Pingback: Meus outros blogs | Luminuzzidades·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s